Professores e o ensino do pensamento crítico em enfermagem: por uma abordagem da filosofia da linguagem

  • Rosely Da Silva Matos
Palabras clave: Enfermagem. Filosofia. Pensamento crítico

Resumen

Este trabalho abordará, a partir da filosofia da linguagem, a ideia sobre o desenvolvimento do pensamento crítico como objetivo na formação de graduandos em enfermagem. Pesquisas na área sugerem que o professor empregue metodologias ativas de ensino de modo a atingir o objetivo proposto. Ao realizar uma reflexão filosófica a respeito das condições de sentido para o desenvolvimento do pensamento crítico neste campo que problematize tais diretrizes metodológicas, buscarei inspiração na concepção de linguagem da segunda fase do pensamento do filósofo Ludwig Wittgenstein, em que o significado de uma palavra ou expressão linguística se dá na situação efetiva de uso. Desta perspectiva, alguns filósofos da educação como John Passmore (1979) argumentam que os alunos têm que ser introduzidos às nossas convenções, às regras da nossa linguagem, pois somente a partir dessa iniciação eles serão capazes de criticar algo de maneira fecunda.

Publicado
2019-12-29